• 22
  • janeiro

A importância de uma empresa com propósito

Todos nós temos um propósito na vida, buscamos atingir objetivos que nos deixam felizes e que provavelmente vão impactar nossos familiares e todos aqueles que estão ao nosso redor. Em alguns casos, podemos ir além, onde nossa vida tem o propósito de ajudar até aqueles que se quer conhecemos. Isso nos motiva e nos faz ficar perto de pessoas com os mesmo valores que temos.

Então, se formos pensar como empreendedores, para nossas empresas, o pensamento não pode ser diferente. Estamos falando de empresas que são formadas por pessoas, que oferecem serviços e produtos para outras pessoas, ou seja, estamos falando de relações humanas e por isso temos que pensar também em propósito para nossas empresas.

A Era do Marketing 4.0

O professor americano Philip Kotler é considerado o pai do marketing, por causa dos conceitos que inventou para o setor. Segundo ele, o marketing evoluiu desde a revolução industrial, onde considera a era do marketing 1.0 que tinha o foco no produto, até passar pelo marketing 2.0 com o surgimento das novas tecnologias no inicio dos ano 90 e um foco no consumidor e em uma comunicação mais interativa. Finalmente a evolução chega na era do marketing 3.0 onde a tecnologia muda rapidamente, o consumidor também sofre transformação para um consumo mais consciente e as empresas passam a precisar focar mais nos valores humanos e no comportamento mais sustentável de seus clientes.

Atualmente, Kotler afirma que vivemos uma nova era, a do marketing 4.0, onde além de o objetivo de buscar “um mundo melhor”, seguindo os valores sustentáveis do consumidor atual, as empresas precisam focar na relevância de conteúdo e segmentação dos seus clientes, buscando dar muita atenção na informação de valor para seu público e na comunicação criativa. Mas além disso, Kotler defende que o marketing tradicional e o digital precisam ser vistos de forma unificada. Não existe mais offline e online, agora tudo é marketing, tudo precisa ser focado nos valores humanos e nos objetivos do ser humano. E se as empresas não tiverem propósito, não tiverem valores definidos ao qual o cliente se identifique, dificilmente haverá uma fidelização ou interesse por seus produtos e serviços.

Empresas precisam mesmo ter propósito?

Claro que sim! Mas alguns ainda se perguntam se realmente as empresas precisam ter propósito. Como vimos sobre a evolução do marketing, vivemos numa era onde as pessoas cada vez mais pensam em comunidade, em sustentabilidade e valores que possam gerar impactos positivos ao seu redor.

As empresas são formadas por pessoas e trabalham para oferecer soluções para pessoas, logo, os valores corporativos precisam ter sinergia com os valores humanos. As empresas precisam pensar além do lucro, o negócio quando criado precisa ser direcionado para mais do que só ganhar dinheiro, mesmo os negócios que já existem, precisam pensar em como é possível reinventar suas estratégias para se adaptar a essa era de marketing 4.0.

Os benefícios de uma empresa com propósito

Uma empresa que pensa além de ganhar dinheiro terá um retorno positivo, pois os ganhos financeiros serão consequência de um trabalho bem feito ao entregar valor para seu público. É importante para uma empresa descobrir seu propósito e oferecer algo para o mercado, se tornando diferente daqueles negócios que pensam apenas em retirar, em ganhar algo do mercado. As empresas agora precisam pensar em uma troca de benefícios, pois com propósito, fica muito mais fácil promover uma oferta de valor para o mercado. Dessa forma, é possível transmitir confiança naquilo que a empresa pretende oferecer, e por isso, certamente haverá uma prosperidade financeira.

Para se ter uma ideia da importância do propósito nos resultados de um negócio, segundo uma pesquisa da Edelman, 69% dos brasileiros compram levando em consideração o posicionamento das empresas sobre questões sociais. Isso indica que mais da metade dos consumidores considera causas e propósito importantes no momento de decisão de compra e também para se fidelizar com uma marca.

Mas como uma empresa pode ter um propósito?

Alguns negócios já nascem com um propósito, pois seus serviços em si já tem o objetivo de mudar algo na vida das pessoas e da sociedade, outros por sua vez, precisam adquirir ou se adaptar para poder se reposicionar com um propósito perceptivo em sua comunicação. A Skol por exemplo, mudou drasticamente suas campanhas publicitárias, onde antes tinha uma linha com apelo por padrões de beleza e sempre mostrando modelos de roupas de praia, agora tem o foco de suas ações na diversidade, seguindo os novos conceitos da sociedade onde cada um pode adquirir seu espaço independente de raça, gênero, estilo ou condição social. Um novo posicionamento da marca com objetivo de trabalhar melhor seus valores.

Mas para se ter propósito, o importante é a empresa pensar em como ela pode causar um impacto positivo ao seu redor, como ela pode contribuir para um mundo melhor. Seja em causas sociais, econômicas ou ambientais, toda empresa pode se envolver e ajudar a desenvolver algo positivo de uma forma local ou mesmo global. O modelo ideal é atuar com pensamento de ONG, a diferença é que obviamente haverá uma preocupação financeira também (diferente das ONGs), mas como já vimos, o lucro será uma consequência de um trabalho bem feito quando se gera impactos positivos.

O escritor e palestrante inglês, Simon Sinek, decidiu pesquisar empresas e líderes que conseguiram mobilizar um grande número de pessoas (como Apple e Martin Luther King). Ele concluiu que as pessoas não se inspiram pelo o quê se faz e sim no por quê se faz algo. Foi então que ele desenvolveu o modelo do Golden Circle para sistematizar um novo método de pensar, agir e comunicar com o intuito de criar impacto no mundo. A ideia do circulo é fazer sua empresa pensar (nessa ordem) no “POR QUÊ” de suas iniciativas (a causa que move seus projetos e campanhas), no “COMO“sua empresa busca atingir os objetivos e “O QUE” você faz ou vende, qual o resultado concreto dos seus objetivos. Esse círculo definido, deve gerar algo INSPIRADOR para seu público.

Propósito na raíz com empreendedorismo social

Alguns negócios que já nascem com propósito, muitas vezes já surgem como empreendimentos sociais. São empresas que mesmo pensando em criar um negócio lucrativo, buscam ao mesmo tempo trazer desenvolvimento para a sociedade. As empresas sociais, diferentes das ONGs ou de empresas comuns, utilizam mecanismos de mercado para, por meio da sua atividade principal, buscar soluções de problemas socioambientais e valorizar o desenvolvimento social para todos os envolvidos em suas atividades.

Normalmente o modelo de negócio das empresas sociais por si só já causam o impacto dentro do segmento que desejam. Os valores são trabalhados para seus colaboradores e para seu clientes. Seus serviços ou produtos, tendem a ter uma responsabilidade direta com a sociedade, meio ambiente, economia, sustentabilidade ou em outras questões que possam agregar na vida das pessoas.

Qual seu propósito?

Então, viu a importância de entender que os valores humanos estão totalmente ligados aos valores de uma empresa? Que os valores de sua empresa vão ajudar a atrair clientes defensores de sua marca, além de colaboradores talentosos para ajudar a fazer seu negócio crescer?

Como bem disse o escritor americano, Mark Twain, “há dois dias importantes na sua vida. O dia em que nasceu e o dia em que descobriu por quê.” E claro, isso vale para seu negócio também, afinal o propósito não é O QUE a empresa faz, mas o PORQUÊ ela faz! O que sua empresa está fazendo para transformar o mundo?

Mas não se esqueça, propósito é bem diferente de Missão, Visão e Valores. Na hora de pensar em cada um deles, é muito importante saber diferenciá-los e o que cada um vai definir na sua empresa.

Missão – descreve o seu negócio,

Visão – indica onde a empresa deseja estar em alguns anos,

Valores – descrevem a cultura organizacional,

Propósito – deve inspirar e dar orientação prática do porquê sua empresa faz o que faz.


CURTIU?!
Se quiser bater um papo ou tomar um café para falar sobre ideias inovadoras para sua empresa. FALE CONOSCO e vamos ter o prazer de ajudar e compartilhar nossas experiências!

Não esqueça de nos seguir em nossas redes sociais!   

Deixe aqui seu comentário

AUTOR - Consultor de Marketing, empreendedor e CEO da intripADS. Está no mercado digital desde 2002. Com experiência em planejamento, inbound, branding, comunicação e vendas. É autor dos blogs da intripADS e INTRIP.com.br

Related Posts

Comments

  1. […] Estudos indicam que 67% das pessoas pagam mais por produtos de uma marca que tenha sinergia com seus valores pessoais. As marcas precisam se conectar com os valores humanos de seus consumidores. Não é só pensar nas necessidade do “ter” dos consumidores, mas sim também nas necessidades do “ser” que o consumidor atual busca. Quando isso acontece e a marca promove boas experiências, até a percepção de preço pode mudar. Já vimos aqui no blog a importância de uma empresa com propósito. […]

Comments are closed.