branding-intripADS
  • 07
  • fevereiro

Branding: como fazer a gestão de sua marca

Não, branding não é só fazer um visual bonitinho! Branding se trata de como fazer a gestão de sua marca. São ações realizadas para tornar sua marca conhecida, gerar relacionamento com seus consumidores e pra gerar engajamento e passar uma percepção positiva. É claro, que a identidade visual vai importar muito, mas outras atividades vão compor uma estratégia de branding. Alguns pontos também são importantes, como propósito da marca, valores da empresa, perfil de seus colaboradores, o tom de voz e ações que venham de alguma forma impactar de maneira positiva o mundo e o mercado.

Pensar na sua marca é pensar além da sua identidade visual bem feita. Pensar numa ESTRATÉGIA DE BRANDING é olhar para a construção da alma de sua marca.

As relações comerciais eram baseadas apenas numa relação simples: empresas vendem o que consumidores precisam. Mas nem sempre o consumidor compra só o que precisa, mas por algo que ele se identifica e quando cria uma empatia com o “por que” você está oferecendo pra ele. Por isso, agregar valor para sua marca, pode levar seu consumidor a enxergar a necessidade em seu produto, pois ele realmente fará a diferença pra ele.

Construir valor, experiências, conceitos próprios e humanizar sua comunicação através de storytelling, fará com que sua marca ganhe uma percepção positiva por parte de seus consumidores.

Comprar um simples café por um preço alto em um lugar diferente, se você pode encontrar bem mais barato em qualquer padaria, parece impensado certo? Mas é exatamente isso que a Starbucks faz. Eles vendem café muito mais caro e tem um ótimo resultado, inclusive no Brasil, um dos países com maior produção mundial do grão.

Mas eles não vendem só café, a Starbucks construiu uma marca, criou uma percepção de um lugar para descanso e relacionamentos, se tornou um ponto de encontro, uma segunda casa dos clientes. Lá, tem internet, é confortável e as pessoas se sentem à vontade. Eles proporcionaram experiência através de um ambiente diferenciado, um atendimento personalizado, agregaram valor ao “simples cafézinho da tarde” e desenvolveram todo um conceito em torno do lugar e de sua marca.

Mas é preciso ir além de um simples posicionamento de mercado. É preciso criar vínculos e valor para a sua marca. É preciso fazer com que sua marca tenha personalidade e propósito para desenvolver identificação com o consumidor.

Estudos indicam que 67% das pessoas pagam mais por produtos de uma marca que tenha sinergia com seus valores pessoais. As marcas precisam se conectar com os valores humanos de seus consumidores. Não é só pensar nas necessidade do “ter” dos consumidores, mas sim também nas necessidades do “ser” que o consumidor atual busca. Quando isso acontece e a marca promove boas experiências, até a percepção de preço pode mudar. Já vimos aqui no blog a importância de uma empresa com propósito.

COMO FAZER UMA ESTRATÉGIA DE BRANDING

Relacionamento e estratégia são o foco de uma boa ação de branding. O planejamento, com estudo do público para conhecer melhor seus objetivos e desafios, assim como identificar os melhores canais para desenvolver uma boa relação com ele, são determinantes para humanizar sua marca e fazer com que o consumidor a perceba de forma positiva.

Em primeiro lugar, é preciso saber o quanto você conhece sua própria marca. Para isso, um trabalho de desenvolvimento de conceito é primordial. É necessário entender qual o DNA da sua marca, o que está implícito em suas atividades, não importa o quanto o tempo passe, o DNA permanece. Além disso, como já vimos, tenha certeza que você já tem um propósito definido para fazer com que seu público se identifique com ele.

Esse conceito e o valor da marca precisa começar ser percebido já pelo seu público interno, seus colaboradores precisam ser seus primeiro defensores da marca, precisam conhecê-la bem, estar em sinergia com seus valores e claro, ter comprometimento e a defenderem sempre.

Após isso definido é preciso pensar na sua Identidade visual, Personas do público-alvo, conceito, estilo e objetivos da comunicação, tom de voz, personalidade da marca e enfim, na estratégia e tática para sua campanha. Então pense em tudo isso na hora de criar uma ação de branding…

1 – Identidade visual

Agora é a hora de criar a representação visual da sua marcaseu logo, a tipografia, o estilo de imagens que serão usadas (crie um Moodboard), as fontes de textos e as cores. Tudo isso ajuda a criar uma identidade reconhecida pelo consumidor. Dessa forma o ideal é você desenvolver pra essa identidade um manual da marca, testar suas aplicações e definir elementos visuais que farão seu público reconhecer a marca rapidamente.

2 – Personas

Mais do que conhecer seu público-alvo, é preciso conhecer suas Personas. Elas são personagens que vão representar, de forma quase fiel, nichos dentro do seu público. Você conseguirá pensar em conteúdo e estratégias de forma mais fácil e direta se souber com quem está falando. É interessante ter mais de uma persona definida (mas evite ter mais do que quatro). A persona vai ter nome, idade, profissão, atributos pessoas, desejos, sonhos, objetivos e até o seu cotidiano definidos. Assim, você pode criar estratégias e formas de se comunicar com diferentes personas, de acordo com seus interesses.

3 – Conceito, estilo e objetivos

Pensar no conceito da sua marca é pensar de forma resumida como você quer ser percebido. Imagine você ao se arrumar para uma festa. Você tem seu estilo próprio, certo? Escolhe suas roupas que combinam com sua personalidade e que serão um resumo dela, pois quando alguma pessoa olhar pra você vai te identificar na hora. No caso da marca é a mesma coisa, ela precisa ter uma personalidade definida, sendo que, será o estilo de sua comunicação e sua identidade visual que definirão essa personalidade. Ela vai ter um estilo mais radical, clássico, moderno, conservador ou uma outra pegada? Pense também nos objetivos de sua comunicação. O que você pretende fazer ao se comunicar? Ensinar, engajar, aprender, dialogar ou qualquer outro objetivo que sua marca quer atingir ao se comunicar com as personas.

4 – Personalidade da marca

Como já vimos, a personalidade da marca é muito importante num projeto de branding. Então pense em como conseguir transmitir o propósito, os valores e como vai aplicar seu conceito e estilo ao dialogar com seu público. Pense na marca como se ela fosse uma pessoa real. Pense como ela seria, quais seriam suas qualidades, adjetivos e defeitos.

5 – Tom de voz

O tom de voz vai ser determinante para ajudar a definir o estilo e a personalidade da marca. O estilo da escrita vai dizer muito sobre sua marca, sobre como seu público (Personas) vão percebê-la e se identificar com ela.

Se sua marca conversa com um público jovem e seu produto é sobre entretenimento, por exemplo, talvez uma linguagem mais descontraída, usando gírias e referências de cultura pop, pode ser mais eficiente do que uma linguagem mais formal e informativa.

Pesquise sobre os termos específicos e referências certas que tenham sinergia com o estilo do seu público e use-os na sua marca. Lembre-se de pensar na marca como se ela fosse uma pessoa. Então, em muitos casos, se comunique igual a uma pessoa e não apenas como uma empresa que só quer vender e não se preocupa com o que tem a dizer. Isso mantém um tom mais adequado e facilita a interação.

6 – Estratégica e Tática

Depois de todos esses conceitos definidos, é a hora de pensar como atingir seu público para levar sua mensagem até ele. Qual estratégia e qual a melhor tática para suas ações? É nisso que você vai precisar pensar agora.

Defina os canais de comunicação que sejam mais fáceis para encontrar suas personas. Possivelmente poderá ter estratégias diferentes para cada tipo de canal. Sua relação através de mídias sociais poderá ser diferente da estratégia usada através de email marketing por exemplo. Mas o importante é avaliar os resultados de cada canal e medir a melhor perfomance.

Um bom planejamento de ações de marketing de conteúdo, sendo útil e relevante para sua persona, poderá fazer com que a marca tenha visibilidade e ganhe autoridade no mercado. Utilize ações de inbound marketing, oferecendo diferentes formatos de conteúdo (e-books, infográficos, webinars, etc), para atrair e se relacionar com possíveis clientes (seus Leads). Crie relevância para qualificar seus leads de acordo com os interesses e com a jornada de compra deles. Um lead qualificado tem a maior chance de conversão e uma estratégia de automação bem trabalhada pode criar um grande resultado para seu projeto de branding, pois vai gerar fidelização e novos defensores da marca. Mas não esqueça de fazer com que seu conteúdo seja personalizado, com a identidade da marca em todos os canais e materiais.

 

E agora, já está pronto para construir sua marca?!

Se precisar de ajuda, fale conosco!
Vamos ajudar sua empresa a desenvolver o conceito, uma narrativa estratégica e dar personalidade e voz para sua marca! Vamos juntos!


CURTIU?!
Se quiser bater um papo ou tomar um café para falar sobre ideias inovadoras para sua empresa. FALE CONOSCO e vamos ter o prazer de ajudar e compartilhar nossas experiências!

Não esqueça de nos seguir em nossas redes sociais!   

Deixe aqui seu comentário

AUTOR - Consultor de Marketing, empreendedor e CEO da intripADS. Está no mercado digital desde 2002. Com experiência em planejamento, inbound, branding, comunicação e vendas. É autor dos blogs da intripADS e INTRIP.com.br

Related Posts